Idiomas: POR | ENG | ESP

Blog

O Congresso Ganepão encara, dentro da sua proposta educacional, a disseminação de conhecimento como ação fundamental para o cumprimento de sua missão. Neste espaço, acompanhe conteúdo relevante baseado em evidência científica da área de Nutrição em todas as suas vertentes.


Ganepão News&Views - Exercício Melhora a Asma em Adultos Obesos

17 de julho de 2018

Tags: exercício físico treinamento físico asma adultos obesos

Ganepão News&Views - Exercício Melhora a Asma em Adultos Obesos




EXERCÍCIO MELHORA A ASMA EM ADULTOS OBESOS

 

O treinamento físico ajuda a melhorar a vida diária de adultos obesos com asma, concluiu estudo publicado recentemente na Medicine and Science in Sports and Exercise.

O programa de três meses teve como alvo a perda de peso e exercício através de treinamento aeróbico e de resistência.

Os autores distribuíram aleatoriamente 55 adultos obesos com asma para participar de grupo intervenção com programa de perda de peso com exercícios, incluindo treinamento aeróbico, levantamento de peso, nutrição e terapias psicológicas (n=28) ou grupo placebo para participar de programa de perda de peso, exercícios de respiração e alongamento (n=27).

A atividade física diária, sintomas de asma, qualidade do sono e sintomas de ansiedade e depressão foram quantificados antes e após o tratamento.

Depois de duas sessões por semana durante três meses, as pessoas no grupo de treinamento de perda de peso e exercício aumentaram sua contagem de passos em mais de 3.000 passos por dia em comparação a 730 passos por dia no grupo que não recebeu treinamento físico.

Além disso, o grupo que realizou exercícios apresentou aproximadamente 15 dias do mês sem sintomas de asma comparado a 9 dias por mês para o grupo controle.

O grupo de exercícios também teve melhorias nos sintomas de depressão (76,4% vs 16,6%), qualidade do sono (6,6% ± 5,1% vs 1,3% ± 4,7%)  e apneia obstrutiva do sono (56,5% vs 16,3%).

Os resultados sugerem que o treinamento físico em conjunto com programa de perda de peso melhora o desempenho da atividade física diária, a eficiência do sono e os sintomas de depressão e asma em adultos obesos com asma.

 

Referência

Freitas PDSilva AGFerreira PGDA Silva ASalge JMCarvalho-Pinto RMCukier ABrito CMMancini MCCarvalho CRF. Exercise Improves Physical Activity and Comorbidities in Obese Adults with Asthma. Med Sci Sports Exerc. 2018 Jul;50(7):1367-1376

 

Ainda dá tempo de assistir ao Ganepão 2018!

Clique e Inscreva-se no Ganepão On-line!



O Ganepão 2018 foi sucesso e o mérito é todo seu. Confira os resultados! – InfoGanepão

11 de julho de 2018

Tags: ganepao2018 ganepao2018eufui fotos premios ganepão 2018 certificado projeto fique mais saudavel app






Ganepão 60 NutriSegundos - Consumo de frutas oleaginosas diminui o risco de câncer colorretal

04 de julho de 2018

Tags: frutas oleaginosas cancer colorretal




Resultados de estudo recentemente publicado no Journal of Clinical Oncology apontam que a ingestão de frutos de casca dura, tipo nozes, castanhas, coco, pistaches, entre outros, está associada a maior sobrevida em pacientes com câncer colorretal.

Assista no Ganepão 60 NutriSegundos!

 

Referência

Fadelu T, Zhang S, Niedzwiecki D, Ye X, Saltz LB, Mayer RJ, et al. Nut Consumption and Survival in Patients With Stage III Colon Cancer: Results From CALGB 89803 (Alliance). J Clin Oncol. 2018 [Epub ahead of print].

 

Confira este e outros conteúdos: acesse nosso blog: https://www.ganepao.com.br/blog/pt

 

Ainda dá tempo de assistir ao Ganepão 2018!

Clique e Inscreva-se no Ganepão On-line!



Recado do Dr. Dan

29 de junho de 2018

Tags: ganepao2019 ganepao2018 drdan

Recado do Dr. Dan




Contando com a presença de 2.960 congressistas, o Ganepão 2018 foi um sucesso absoluto!

E o Ganepão não para! Assista ao recado do Dr. Dan.

#ganepao2018 #ganepao2018eufui #ganepao2019 #preprosim

 

Ainda dá tempo de assistir ao Ganepão 2018!

Clique e Inscreva-se no Ganepão On-line!



GanepãoCAST - Quais os Benefícios Atribuídos ao Consumo de Boldo?

26 de junho de 2018

Tags: ganepaocast boldo dispepsia funcional distúrbio gastrointestinal

GanepãoCAST - Quais os Benefícios Atribuídos ao Consumo de Boldo?




É de conhecimento popular que o boldo, geralmente consumido na forma de chá, é indicado para o alívio de dispepsias funcionais e distúrbios gastrointestinais.

Entretanto, cientificamente falando, quais são os seus reais benefícios? Existem contra indicações?

Ouça no GanepãoCAST!

 

Referências

 

BRASIL. Ministério da Saúde. Instrução Normativa n.2, de 13 de maio de 2014. Publica a “Lista de medicamentos fitoterápicos de registro simplificado” e a “Lista de produtos tradicionais fitoterápicos de registro simplificado”. Diário Oficial da União 14 de maio 2014; sessão 1.


ESQUIVEL, Andrea S.; ENDRIUKAITE, Lucia; FURLAN, Marcos R.. Fitoterapia Nutricional. In: Waitzberg, Dan L. Nutrição Oral, Enteral e Parenteral na Prática Clínica. 5ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2017. 


FUENTES-BARROS, Gonzalo et al. Variation of the alkaloid content of Peumus boldus (boldo). Fitoterapia, [s.l.], fev. 2018. Elsevier BV.http://dx.doi.org/10.1016/j.fitote.2018.02.020.


RIBEIRO, Ricardo J.; SILVESTRE, Carina; DUARTE, Cristina. Hidden Risks of Alternative Medicines: A Case of Boldo-Induced Hepatotoxicity. Journal Of Dietary Supplements, [s.l.], v. 14, n. 2, p.186-190, 30 ago. 2016. Informa UK Limited. http://dx.doi.org/10.1080/19390211.2016.1207123.

 

Ainda dá tempo de assistir ao Ganepão 2018!

Clique e Inscreva-se no Ganepão On-line!

 

#compartilheconhecimento #compartilheciencia #ganepao2018





Presença Confirmada - Cristiane Verotti

28 de maio de 2018

Tags: presença confirmada

Presença Confirmada - Cristiane Verotti




Presença Confirmada!

A Nutricionista Cristiane Verotti ministrará uma série de atividades científicas no Ganepão 2018. Dentre elas destacam-se os temas:

- Nutrição Esportiva
- Prescrição de Aminoácidos
- Leucina, PCAA e HMB
- Dietas da Moda
- Fitoquímicos e Bioativos

...e muitos outros! Assista e saiba mais!

Inscrições até 31 de Maio. Inscreva-se já! - https://goo.gl/XNqePr

#compartilheconhecimento #compartilheciencia #ganepao2018

 

 



GanepãoCAST - Na Gestação, Dieta Vegetariana é Segura?

23 de maio de 2018

Tags: dieta vegetariana gestação vitamina b12 ganepaocast

GanepãoCAST - Na Gestação, Dieta Vegetariana é Segura?




Quando bem planejadas, as dietas vegetarianas promovem o crescimento e desenvolvimento adequados e podem ser adotadas em qualquer ciclo da vida, inclusive na gestação.

Mas, é seguro realizar dieta vegetariana na gestação?

Estudo analisou casos de deficiência grave de vitamina B12 durante a gravidez em mulheres veganas, bem como em mulheres com anemia perniciosa.

Confira os resultados deste estudo no GanepãoCAST!

 

Referências

 

Dror DK, Allen LH. Effects of vitamin B12 deficiency on neurodevelopment in infants: current knowledge and possible mechanisms. Nutr Rev. 2008; 66:250-255.

Mangels R, Messina V, Messina M. The Dietitian´s Guide to Vegetarian Diets – Issus anda Applications. Third edition. Jones &Bartlett Learning 2011.

Sociedade Brasileira Vegetariana. Guia Alimentar de Dietas Vegetarianas para Adultos. Disponível em:http://www.svb.org.br/livros/guia-alimentar.pdf. Acesso em: 11/12/2016.

 

 

#compartilheconhecimento #compartilheciencia #ganepao2018



Ganepão 60 NutriSegundos - Redução de carboidratos ou gorduras da dieta tem o mesmo efeito sobre a perda de peso?

14 de maio de 2018

Tags: gordura carboidrato dieta perda de peso




Modificar a dieta continua sendo crítica para perda de peso bem sucedida.

 

Para determinar o efeito de uma dieta saudável com baixo teor de gordura versus outra com baixo teor de carboidratos sobre a mudança de peso, pesquisadores da Universidade de Stanford estudaram 609 participantes, com 18 e 50 anos e IMC entre 28 e 40 kg/m2.

 

De acordo com os resultados, o padrão genotípico e a secreção basal de insulina não foram associados aos efeitos dietéticos na perda de peso.

 

Assim quando mesma ênfase é dada para uma boa qualidade alimentar, a predisposição genética ou o tipo de dieta, não parecem ter relevância.

 

Assista no Ganepão 60 NutriSegundos!

 

Referência

Gardner CD, Trepanowski JF, Del Gobbo LC, Hauser ME, Rigdon J, Ioannidis JPA, et al. Effect of Low-Fat vs Low-Carbohydrate Diet on 12-Month Weight Loss in Overweight Adults and the Association With Genotype Pattern or Insulin Secretion: The DIETFITS Randomized Clinical Trial. JAMA. 2018; 319(7):667-679.

 

Confira este e outros conteúdos: acesse nosso blog: https://www.ganepao.com.br/blog/pt

 

Para conhecer a programação científica do Ganepão 2018 acesse - https://www.ganepao.com.br/congresso/2018/programacao/pt

 

Faltam 4 semanas para o Ganepão 2018. Inscreva-se! - https://www.ganepao.com.br/congresso/2018/txt/inscricoes/pt

 

#compartilheciencia #compatilheconhecimento #ganepao #ganepao2018 #obesidade #perdadepeso #alimentacaosaudavel

 



Ganepão News&Views - Pessoas sob Estresse Crônico Ganham Peso!

02 de maio de 2018

Tags: biologia molecular estresse crônico glicocorticoides

Ganepão News&Views - Pessoas sob Estresse Crônico Ganham Peso!




BIOLOGIA MOLECULAR ELUCIDA PORQUE PESSOAS SOB ESTRESSE CRÔNICO GANHAM PESO

 

O nível de glicocorticoides plasmáticos de uma pessoa saudável oscila em ciclo circadiano de 24 horas, com pico por volta das 8h da manhã, e  mínimo perto das  3h da manhã do dia seguinte com retorno ao pico 5 h depois. O aumento é um sinal de alerta que nos faz mover e ativa nosso apetite. Estresse também aumenta glicocorticoides, assim picos curtos são induzidos por estresse de curto prazo, como o exercício, e os níveis sustentados por estresse crônico.

Glicocorticoides convertem células precursoras, muito encontradas no tecido adiposo,  em gordurosa. Em condições saudáveis, menos de 1% das células de gordura precursoras se convertem em células adiposas, o que contribui para substituir as células maduras danificadas, renovar e manter o tecido adiposo saudável.

Em estudo recentemente publicado, descreve-se  por que e como  pessoas ganham peso devido ao estresse crônico,  em 4 etapas:

1.    Expôs-se células de gordura precursoras a glicocorticoide em pulsos cuidadosamente cronometrados ao longo de quatro dias. Alternadamente, banharam-se as células, cultivadas em placas de Petri, em fluidos com e sem glicocorticoides e assegurou-se que a exposição total ao hormônio permanecesse a mesma. Nessa fase do estudo, descobriram que um pulso de glicocorticoides com duração de 48 horas levou a maioria das células a se diferenciar, enquanto pulsos mais curtos com pelo menos 12 horas entre eles resultaram em diferenciação mínima.

2.    Para descobrir como as células  precursoras são capazes de detectar a duração dos pulsos hormonais e filtrar pulsos curtos, os pesquisadores usaram imagens ao vivo unicelulares para rastrear os níveis de proteína PPAR-gama em milhares de células individuais durante vários dias, enquanto os precursores se transformavam em células adiposas.

3.    Os pesquisadores indicaram que o sistema deve contar com dois tipos de feedback positivo - rápido e lento - para permitir que as células precursoras ignorem a ascensão e a queda normal dos glicocorticoides, bem como pulsos diurnos curtos, mas que respondam a pulsos longos . Já se sabia  que uma proteína chamada CEBP-alfa fornece feedback positivo rápido - o que significa que o PPAR-gama ativa o CEBP-alfa, que, por sua vez, reativa o PPAR-gama, este  ciclo dura mais de três horas. Estudos adicionais identificaram uma proteína chamada FABP4 como regulador chave de feedback positivo lento do PPAR-gama. Nesse loop de feedback, que leva 34 horas, o PPAR-gama ativa o FABP4, que, por sua vez, ativa o PPAR-gama. Isso permite que o PPAR-gama continue a se acumular em resposta a pulsos longos, apesar de sua tendência a se degradar.

4.    Como etapa final, eles exploraram se o código circadiano funciona em animais vivos. Em estudo com duração de 21 dias em camundongos, os pesquisadores descobriram que a perda do ritmo circadiano normal dos glicocorticoides levou a uma duplicação da massa gorda dos animais. Para realizar este experimento, os autores elevaram os níveis de glicocorticoides implantando camundongos com pelotas de glicocorticoides. Eles compararam o peso desses ratos com o peso de camundongos em grupos implantados com pelotas sem o hormônio. Apesar de todos os ratos comerem a mesma quantidade, apenas aqueles implantados com glicocorticoides ganharam peso. A duplicação de massa gorda deveu-se tanto à criação de novas células adiposas quanto ao crescimento de células adiposas existentes.

Eles também descobriram que nenhum aumento de gordura ocorreu desde que eles aumentassem os glicocorticoides, administrados por injeção, somente durante os períodos normais de pico circadiano - mesmo que aumentassem o pico de glicocorticoides em quarenta vezes.

A pesquisa tem implicações para controlar o ganho de peso em humanos, afirmam os autores, uma vez que a conversão de células precursoras em células de gordura ocorre através de um interruptor biestável, isso significa que você pode controlar o processo com pulsação. Os resultados sugerem que, mesmo que você fique muito estressado ou trate a artrite reumatoide com glicocorticoides, não vai ganhar peso, desde que o estresse ou o tratamento com glicocorticoides aconteça apenas durante o dia. Mas se você experimentar estresse crônico e contínuo ou tomar glicocorticoides à noite, a perda resultante de oscilações normais dos glicocorticoides circadianos resultará em ganho de peso significativo.

 

Referência

Bahrami-Nejad Z, Zhao ML, Tholen S, Hunerdosse D, Tkach KE, van Schie S, Chung M, Teruel MN. A Transcriptional Circuit Filters Oscillating Circadian Hormonal Inputs to Regulate Fat Cell Differentiation. Cell Metab. 2018 ;27(4):854-868.e8

Spector S. Stanford Medicine. Acesso: http://med.stanford.edu/news/all-news/2018/04/timing-of-stress-hormone-pulses-controls-weight-gain.html. 2018.

 



Arquivos

Tema

Tags